Pesquisa sobre água

Em maio de 1989 a Universidade de São Paulo concluiu a construção do “Cena-1”, o primeiro navio de pesquisas em água doce do país, iniciada cinco anos antes. Com 150 toneladas de peso, 30 metros de comprimento por sete metros de largura, abrigando um laboratório de 126 metros quadrados, o navio permitiria a realização de pesquisas múltiplas. Poderia levar 17 pesquisadores e cinco tripulantes.

Financiado pelo governo federal, o navio passaria a ser operado por cientistas brasileiros, com suporte da Agência Internacional de Energia Atômica, da ONU. Dispunha de combustível suficiente para navegar com autonomia por 2.500 milhas e suprimento de alimento por um mês. Nele seriam realizadas viagens de investigação ao longo de toda a bacia amazônica.

Uma de suas primeiras pesquisas seria sobre a concentração de carbono na atmosfera e nas águas amazônicas. Com isso, os cientistas poderiam medir a amplitude das queimadas.

(O Estado de S. Paulo, São Paulo/SP, 04/05/1989)