A cassiterita de Rondônia

Em 1986, foram desativadas 11 das 34 frentes de lavra que atuavam na Província Estanífera de Rondônia, a principal zona produtora de cassiterita do país, formada por três municípios a sudoeste do Amazonas, pelo extremo norte de Mato Grosso e por todo o Estado de Rondônia.

A desativação foi provocada pela queda nos preços internacionais do minério de estanho e pelo esgotamento de algumas minas, que já estavam em operação há mais de 15 anos, sem contar com a atividade garimpeira, que se instalou na região nas décadas de 50 e 60.

(Gazeta Mercantil, São Paulo/SP, 06/01/1987