Caso Quintino: PMs absolvidos

As Câmaras Reunidas do Tribunal de Justiça do Estado do Pará absolveram, em setembro de 1991, o capitão da Polícia Militar Raimundo Cordovil, o tenente José Maria Pereira de Oliveira e mais 25 soldados acusados de participar da morte do pistoleiro Raimundo Lira, mais conhecido como Quintino, ocorrida em 4 de janeiro de 1985, em Viseu, no nordeste do Estado. Em março do mesmo ano os militares haviam sido julgados pelo Conselho Especial da Polícia Militar e absolvidos por unanimidade (5 a 0).

(O Liberal, Belém/PA, 28/09/1991)