O assassinato dos Canuto

Os irmãos Paulo e José Canuto foram mortos em Rio Maria, no sul do Pará, por quatro pistoleiros, no dia 23 de abril de 1990. O terceiro irmão, Orlando Canuto, conseguiu sobreviver, embora gravemente ferido, fugindo para a mata. Seus perseguidores confundiram uma ambulância que se aproximava do local com um carro de polícia e fugiram.

Todas as vítimas do atentado eram militantes do Partido Comunista do Brasil, como o pai, assassinado em 1985, e os mecânicos Braz Antônio de Oliveira e Ronan Rafael Ventura.

A polícia identificou como mandantes do crime o ex-proprietário da fazenda Suaçuí, Geraldo de Oliveira Braga, o Braguinha; seu sucessor na propriedade, Gerdeice Ferreira Marques, e o gerente da fazenda, Francisco Murta. O gerente relacionou 20 armas que estavam na sede da fazenda, mas a polícia só encontrou 11. Entre as que estavam faltando havia uma metralhadora Thompson calibre 45.

(Folha do Norte, Belém/PA, 03/05/1990)