Interesse japonês por madeira

Preocupado com as declarações do secretário do meio ambiente do Brasil, José Lutzenberger, sobre o interesse japonês na construção da BR-364, no trecho entre Rio Branco e a costa do Pacífico, no Peru, a embaixada do Japão em Brasília distribuiu, em maio de 1990, uma nota informando que a importação japonesa de madeira brasileira não ultrapassava 1,3% do total exportado. Lutzenberger disse que, através da estrada, o Japão iria explorar a madeira da Amazônia.

(O Estado de S. Paulo, São Paulo/SP, 18/05/1990)