Droga no Marajó

Em maio de 1993 a Polícia Federal apreendeu, na Fazenda Santo Onofre, em Cachoeira do Arari, no Pará, 631 quilos de cocaína que seriam transportados para o exterior, na conexão Brasil-Nigéria-França.

Presos os envolvidos, receberam as penas mais elevadas o colombiano Luis Guillermo Escobar, de 15 anos; o dono da Fazenda Santo Onofre, situada na ilha de Marajó, Renato Pereira, de 13 anos; e o coronel reformado da Aeronáutica, Nelson Silva Leite, também de 13 anos.

Receberam ainda condenação do juiz federal Daniel Paes os colombianos Miyer Martinzes e Pablo Cifuentes, à pena de 7 anos. Mas Jacyntho de Castro Júnior foi absolvido, por insuficiência de provas. O Ministério Público Federal recorreu dessa decisão.

(A Província do Pará, Belém/PA, 15/09/1993)