Frigorífico Atlas muda de dono

Em dezembro de 1992 foi assinado, em Belém, o contrato de transferência do controle acionário do Frigorífico Atlas para o grupo Parmato, formado por empresários dos Estados do Pará, Mato Grosso, Goiás e Tocantins, o terceiro na sucessão do empreendimento.

O projeto, instalado no município de Santana do Araguaia, no sul do Pará, foi aprovado pela Sudam em 1982. Tratava-se, então, do maior frigorífico do gênero no país, o segundo da América Latina e o quarto do mundo. Mas parou suas atividades quatro anos depois de tê-las iniciado por dificuldades de transporte e alto custo da energia elétrica, que era gerada a diesel.

O novo grupo empresarial se propunha a fazer o abate de 1.200 cabeças de gado por dia.

(Diário do Pará, Belém/PA, 24/12/1992)