Madeira dos kayapós

Em novembro de 1994 agentes da Polícia Federal e do Ibama apreenderam 1.200 toras de mogno que estavam sendo retiradas da reserva dos índios kayapó, em São Félix do Xingu, no sul do Pará, pelas madeireiras Liz e Purimil. Mas admitiam que 17 mil metros cúbicos de madeira já haviam sido retirados até então por madeireiros autorizados pelos índios, embora essa venda fosse ilegal.

(O Liberal, Belém/PA, 27/11/1994)