Recorde de bauxita

Em 1995, a Mineração Rio do Norte produziu 8,4 milhões de toneladas de bauxita em sua mina no vale do rio Trombetas, município de Oriximiná, no Pará, faturando 170,9 milhões de reais. Foi a melhor marca que alcançou desde o início de sua operação, em 1979. Em 1996, a empresa bateu outro recorde: 9,6 milhões de toneladas de bauxita, com receita de R$ 235,3 milhões.

O crescimento se deveu à expansão do mercado interno, com a entrada de um novo consumidor de minério, a Alunorte, produtora de alumina, também no Pará, e da expansão da produção da Alumar, em São Luís do Maranhão. A Mineração Rio do Norte é uma das maiores produtoras de bauxita do mundo.

(O Liberal, Belém/PA, 03/07/1997)