Selo verde no Pará

Em maio de 2001 O Forest Stewardship Council (FSC), ou Conselho de Manejo Florestal, concedeu o “selo verde” a dois novos projetos de manejo florestal na Amazônia, ambos no Estado do Pará.

O maior deles foi apresentado pela Cikel Brasil Verde S/A, que se propôs a manejar 140 mil dos 204 mil hectares de sua propriedade, no município de Paragominas, a uma média de 5 mil hectares por ano. A empresa investiu 600 mil dólares na montagem do projeto.

Já a Juruá Florestal Ltda. manejaria 12 mil hectares, no município de Tailândia, explorando 2 mil hectares a cada ano. Ambas as empresas teriam ainda que adquirir novas áreas para atender a todas as exigências da certificação e cumprir o esquema de rodízio de 30 anos para cada área explorada.

Com a aprovação dos dois projetos, a área com selo verde na Amazônia cresceu de 137 mil para 280 mil hectares, envolvendo cinco projetos.

(Jornal do Brasil, Rio de Janeiro/RJ, 06/05/2001)