Agenda positiva para a Amazônia

Em julho de 2000, representantes do governo e da sociedade civil apresentaram o texto de uma agenda positiva para a Amazônia. O documento tomou como base 37 itens das agendas estaduais e estudos elaborados por pesquisadores da região.  Foram selecionadas 10 prioridades para cada Estado amazônico e diretrizes para toda a região.

As prioridades foram o zoneamento ecológico-econômico, que deveria ser concluído em 2003, no âmbito do Plano Plurianual (PPA) do governo federal e ter atualização permanente; a adoção de regulamentos para a pesca, e a criação de uma política para o setor fundiário. A agenda destacou ainda o extrativismo, a infraestrutura e a geração de emprego e renda, subdividida entre os setores de agropecuária e produção florestal.

A secretário da Amazônia Legal do Ministério do Meio Ambiente, Mary Allegretti, coordenou o encontro de técnicos e pesquisadores que elaborou a agenda positiva.

(Gazeta Mercantil, São Paulo/SP, 04/07/2000)