A FAO na Amazônia

A FAO (Organização Mundial para a Agricultura e Alimentação, órgão da ONU com sede em Roma, na Itália) começou a atuar em pesquisas florestais na Amazônia em 1956, na região de Santarém, no Pará, estendendo seu raio de ação até Curuá-Una, dois anos depois. Montou uma serraria modelo e realizou experimentos, juntamente com a SPVEA (Superintendência do Plano de Valorização Econômica da Amazônia).

Em julho de 1971 a FAO assinou um convênio com o governo brasileiro para ampliar e dar prioridade aos estudos que realizou desde então, em parceria com o IBDF (Instituto Brasileiro do Desenvolvimento Florestal).

O convênio teria a duração de cinco anos, dividido em duas etapas. A cooperação visava uma ampla ação, desde o plano da pesquisa e do manejo até a introdução de novas tecnologias e identificação de mercado.

(Folha do Norte, Belém/PA, 18/07/1971)