Desvios na Sudam

A Secretaria Federal de Controle concluiu, no final de 2000, o levantamento que fez de 490 projetos aprovados pela Sudam (Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia), apresentando um relatório com mais de mil páginas, em três volumes.

Numa amostra, a equipe selecionou oito projetos, todos em Mato Grosso, de propriedade de José Osmar Borges, nos quais foi comprovado o desvio de 133,9 milhões de reais de recursos liberados pela Sudam, dos quais R$ 77 milhões foram dados como perdidos pelo fundo de incentivos fiscais.

Entre as irregularidades apuradas estavam notas frias, sumiço de maquinário, superfaturamento de obras, inexistência de edificações, descumprimento de obrigações contratuais, desvio de dinheiro para contas individuais e uso de empresas fantasmas como prestadoras e fornecedoras de serviços.

(O Liberal, Belém/PA, 04/12/1990)