Petrobrás na Amazônia

Em junho de 2000 a Petrobrás criou mais uma unidade administrativa para atuar na Amazônia, a Gerência de Exploração e Produção das Bacias do Solimões, Amazonas e Acre (E&P-AM), com sede em Manaus e 421 empregados.

A unidade operativa de Belém, a E&P-AM, foi mantida com o objetivo de acompanhar as atividades de levantamento sismográfico na plataforma continental. A nova unidade foi criada por haver entrado em operação a maior planta de processamento de gás natural da bacia de Urucu, no Estado do Amazonas, com capacidade para produzir seis milhões de metros cúbicos por dia.

(Gazeta Mercantil, São Paulo/SP, 26/06/2000)