Reforma agrária

Em maio de 1988, o presidente José Sarney criou, através de decreto-lei, o Fundo Nacional de Reforma e do Desenvolvimento Agrário (Funmirad). Seu objetivo era captar recursos para financiar o assentamento de famílias nas terras desapropriadas dentro do Plano Nacional de Reforma Agrária.

A previsão era de que até o final daquele ano o fundo captasse 20 bilhões de cruzados (valor da época), o suficiente para o assentamento de 200 mil agricultores.

O Congresso Nacional havia então autorizado o governo a emitir 100 milhões de Títulos da Dívida Agrária (TDA) até 1991, para a desapropriação de 30 milhões de hectares, no valor de 500 bilhões de cruzados. Na ocasião, o governo já havia desapropriado 3,5 milhões de hectares e assentara apenas 40 mil famílias. Para financiar o Funmirad o governo elevou o percentual do Finsocial de 0,5% para 0,6%.

(A Província do Pará, Belém/PA, 12/05/1988)