O descaminho do ouro

Ao longo da década de 1980, o Pará produziu 159,8 toneladas de ouro, segundo os registros oficiais. Mas o DNPM (Departamento Nacional da Produção Mineral) calculava que apenas 20% da produção efetivamente obtida foram declaradas.

O descaminho do ouro teria alcançado 514,8 toneladas no período. Esse total não inclui, entretanto, as perdas do metal nos garimpos, consideradas muito grandes. A quase totalidade do ouro produzido na década de 80 originou-se de garimpos, responsáveis, na Amazônia, por metade da produção nacional.

(Diário do Pará, Belém/PA, 03/03/1991)