Pombo no lugar de Raoni

Em junho de 1990, o cacique Tutu-Pombo anunciou, em Belém, que assumira a função de representante de todos os índios kayapó, em substituição ao cacique Raoni, seu tio. A decisão, segundo Pombo, foi tomada por 44 caciques que se reuniram para fazer a escolha.

Lamentou a substituição de Raoni, mas lembrou que, além de não falar português, o famoso cacique ficava pouco tempo junto ao seu povo por causa das constantes viagens que estava fazendo para o exterior. Pombo anunciou que os kayapó continuariam a vender madeira, mas apenas as árvores já abatidas, e que também fariam a exploração do garimpo de ouro.

(Diário do Pará, Belém/PA, 09/06/1990)