A Alemanha e a Amazônia

Durante a reunião de cúpula dos países industrializados, realizada em Houston, no Texas (EUA), em julho de 1990, o chanceler da Alemanha, Helmut Kohl, disse que a preservação da Amazônia era “tema prioritário” da agenda ambiental do seu país e da comunidade europeia em geral.

Sugeriu a criação de um programa multilateral de ajuda para o Brasil salvar a floresta amazônica. Informou que já havia reservado para esse fim 250 milhões de marcos (equivalentes a 160 milhões de dólares). Kohl já preparara também um plano piloto.

(O Globo, Rio de Janeiro/RJ, 11/07/1990)