Dique em Belém

Em 1942, o Serviço de Navegação e Administração do Porto de Belém (SNAPP), autarquia federal subordinada ao Ministério da Viação, iniciou a construção de um dique seco na orla da cidade de Belém. Em 1947 a obra foi suspensa, por razões administrativas.

Em 1948, a Marinha começou a planejar a implantação de uma Base Naval no mesmo lugar, em Val-de-Cans, iniciando a construção do dique em setembro do ano seguinte.

Em 1953, a Superintendência de Obras da Base de Val-de-Cans, que estava à frente da obra, foi extinta e em seu lugar assumiu a tarefa a Comissão de Construção de Bases Navais da Marinha. O dique nº 1, concluído em 1955, com 225 metros de comprimento por 33 metros de largura, era capaz de docar navios de até oito metros de calado.

Sua doca, constituída por dois “piers” fechados, com 200 metros de comprimento, podia manter atracada uma força mista de quatro navios de oceano com 12 mil toneladas, seis de 3 mil toneladas ou 10 costeiros fluviais de mil toneladas.

(Folha do Norte, Belém/PA, 01/11/1955)