Disputa no garimpo

Em agosto de 1986, 200 soldados da Polícia Militar do Pará deram cumprimento a um mandado judicial de reintegração de posse e expulsaram 400 garimpeiros do garimpo Machadinho, no município de Santana do Araguaia. A ordem foi em favor de Limério Antônio da Costa Filho, proprietário da Mineradora Morada da Prata, que reclamava o domínio do garimpo. Durante os sete anos em que vinham trabalhando no local, os garimpeiros entregavam 10% do ouro a Limério, que entrou na justiça contra três dos seus empregados, conseguindo a reintegração de posse.

(O Liberal, Belém/PA, 28/08/1986)