NYT e a floresta amazônica

O jornal New York Times defendeu, em editorial publicado em fevereiro de 1989, a utilização de parte da dívida externa brasileira, então de 11 bilhões de dólares, para impedir a continuação da destruição da floresta amazônica. Observou que o ministro das relações exteriores, Abreu Sodré, aprovou a iniciativa, mas ela foi vetada pelo presidente José Sarney, empenhado em não permitir que a Amazônia se transformasse num “Golfo Pérsico verde”.

Esses temores, segundo o jornal, “carecem de fundamento e foram elaborados pelos generais”. O Times sugeria o seguinte plano para proteger a floresta:

“Suponhamos que pessoas no Ocidente possam reunir 4 bilhões de dólares para preservar as selvas da Amazônia. Com esse dinheiro se poderia comprar cerca de US$ 8 bilhões em valor nominal da dívida brasileira e os títulos seriam trocados por esse montante em moeda local. Os títulos seriam então dados a um instituto ambiental brasileiro encarregado de proteger as florestas”.

(O Liberal, Belém/PA, 04/02/1989)