Colonização na Transamazônica

A primeira safra agrícola obtida pelas 10 mil famílias assentadas pelo Incra no município de Altamira, na Transamazônica, no Pará, foi de 150 mil sacas, metade delas de arroz e o restante de milho, feijão e outras pequenas culturas, como amendoim e mandioca. Quase toda a produção foi comercializada na própria área. Grande parte do milho serviu de ração para a criação de porcos e aves.

Durante os oito meses do plantio, cada família de colono recebeu um salário mínimo por mês, além de alimentação, ferramentas, remédios, ou, quando o caso, financiamento através do Banco do Brasil. Só em salários mínimos, a dívida de cada colono junto ao Incra era, então, de 1,3 milhão de cruzeiros, mas a amortização só poderia absorver 30% dos rendimentos de cada família. Em toda a área, havia nessa época apenas 180 cabeças de gado.

(Arquivo Pessoal, s/d)