Pistoleiros no Maranhão

Pistoleiros começaram a ser atraídos em grande escala para o Maranhão no início da década de 1960, com a inauguração da rodovia Belém-Brasília. Criadores de Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo e Rio Grande do Sul levaram consigo, ao migrar, homens rudes e violentos, alguns dos quais eram pistoleiros, para ajudá-los a se estabelecer na nova terra. Nessa época, surgiu, na Pré-Amazônia maranhense, o mais perigoso grileiro e aliciador de pistoleiros, Pedro Ladeira. Ele foi acusado de mandar assassinar dezenas de lavradores. Os proprietários rurais recrutavam pistoleiros nos municípios de Dom Pedro, Tum-Tum, Esperantinópolis, Joselândia, Barra do Corda e Presidente Dutra. Mas os principais centros eram Imperatriz e Presidente Dutra. De 60% a 70% dos homicidas que se encontravam presos na penitenciária do Maranhão na segunda metade da década de 1970 eram oriundos de Imperatriz.

Fonte: O Liberal (Belém/PA), 04/08/1977