Começo do Programa-Piloto

O I Encontro dos Participantes do Programa Piloto para a Proteção das Florestas Tropicais do Brasil (PPG7) foi realizado em Genebra, em julho de 1994. O segundo encontro foi em maio de 1995, em Belém do Pará, com a participação de representantes da Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha e Japão. A Itália não compareceu.

Foram assinados os contratos dos acordos que haviam sido propostos durante o primeiro encontro, no valor de 41,4 milhões de dólares, sendo: 20 milhões de marcos doados pelo governo alemão, para o detalhamento das responsabilidades operacionais para a execução do subprograma Projetos Demonstrativos; 16,7 milhões de dólares para o fortalecimento dos órgãos estaduais de meio ambiente e executores do zoneamento ecológico-econômico; US$ 2,1 milhões (completando doação original do governo alemão, de 20 milhões de marcos) para reservas indígenas; 3,3 milhões de reais para o Inpa (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia), de Manaus, e R$ 2,5 milhões para o Museu Paraense Emílio Goeldi, de Belém, dentro do projeto Centro de Excelência, totalizando nessa rubrica R$ 6,1 milhões.

Fonte: A Província do Pará (08/05/1995)