Prédio desaba e mata 47

No dia 13 de agosto de 1987, desabou o prédio Raimundo de Farias, num bairro central de Belém, que estava sendo construído pela Construtora Marques Farias. Morreram soterradas 47 pessoas que trabalhavam na obra, já então em fase de conclusão, mas ainda não habitada. Na época do acidente a empresa já havia construído mais de 100 mil metros quadrados de edificações e possuía 200 empregados.

No dia 24 de agosto do mesmo ano, um forte abalo causou pânico entre os moradores do edifício Villa Lobos e do prédio vizinho, o Ernesto Nazareth. Paredes e vigas ficaram fissuradas com o recalque do edifício Villa Lobos por causa do esmagamento dos seus pilares, fenômeno inicialmente atribuído às características orgânicas do solo. Os dois prédios foram evacuados para serem recuperados.

Fonte: O Liberal (Belém/PA), 01/09/1987