Sarney revoga reserva indígena

No final de seu governo, em fevereiro de 1990, o presidente José Sarney assinou o decreto 98.894, revogando o decreto anterior, de 1985, que criou a área indígena Uru-Eu-Wau-Wau, em Rondônia. Essa reserva foi a primeira área de índios arredios demarcada pela Funai e a única também considerada reserva ambiental. Dos seus 18 mil quilômetros quadrados, onde viviam 1,2 mil índios, 7,5 mil km2 integravam o Parque Nacional de Paccas Novas.

O decreto do presidente, embora preservando o parque ecológico, determinou o “reestudo dos limites” da área indígena, cuja definição provocara polêmicas por causa de interesses econômicos sobre a cassiterita e a madeira existente dentro de seus limites.

A medida também causou apreensão entre os envolvidos no projeto de Manejo dos Recursos Naturais de Rondônia, a versão final de um plano até então conhecido como Panafloro, que começara a ser discutido em 1986. Ele visava reorientar a ocupação do Estado.

Promovida de forma desordenada, em 20 anos ela provocara a destruição de 42 mil km2 de florestas (17% de toda a extensão de Rondônia) e inchou a periferia de Porto Velho com favelas habitadas por ex-colonos.

Fonte: Folha de S. Paulo (São Paulo/SP), 09/02/1990