A federalização de Carajás

No final de agosto de 1980. o governo federal encaminhou ao Congresso Nacional um projeto de lei complementar que teve grande repercussão no Pará. A proposta visava criar duas categorias de territórios federais, “pelo desmembramento do Estado já existente, no interesse da Segurança Nacional, ou quando a União tenha que executar, na parte desmembrada, plano de desenvolvimento econômico ou social, com recursos superiores pelo menos a um terço do orçamento de capital do Estado atingido pela medida”.

Esse novo dispositivo foi interpretado como a maneira adotada pelo governo para desmembrar a área da Província Mineral de Carajás e transformá-la em território federal. . O projeto criou uma nova categoria de unidade, o Território Administrativo, com competência menos abrangente do que a do Território Autônomo, que precisava ter pelo menos 0,1% da população do país. Os paraenses temiam a perda de uma das partes mais ricas do seu território com a federalização de Carajás.

Fonte: O Estado do Pará (Belém/PA), 09/09/1980