Desmatamento via satélite

A Sudam (Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia) e o IBDF (Instituto Brasileiro do Desenvolvimento Florestal) assinaram convênio, em agosto de 1980, para instalar em Belém o Programa Nacional de Monitoramento da Cobertura Vegetal. Para isso, foi montado um escritório na sede da Sudam, em Belém, integrado por uma equipe de engenheiros florestais dos dois órgãos.

Com base em imagens do satélite Landsat, o primeiro trabalho do escritório seria a avaliação do desmatamento e o cadastramento das empresas instaladas em uma área de 550 mil quilômetros quadrados no sul do Pará. As imagens permitiriam acompanhar a evolução do desmatamento no período 1978/79.

Fonte: O Estado do Pará (Belém/PA), 20/08/1980