Proteção ao manganês

Em 1975, setores do Ministério das Minas e Energia chegaram a cogitar a criação de uma “reserva estratégica” de manganês em Serra do Navio, no Amapá, onde se localizava a maior jazida do minério. Essa era considerada uma das soluções possíveis para evitar o esgotamento das reservas, causado pelas exportações excessivas, caso uma nova mina não fosse descoberta. Duas estavam em perspectiva: a do igarapé Azul, na Serra dos Carajás, no sul do Pará, que na ocasião estava em processo de delimitação, e as ocorrências registradas no Morro dos Seis Lagos, na região de Uaupés, no Amazonas, em um conjunto de chaminés vulcânicas.

Fonte: O Liberal (Belém/PA), 30/04/1975