Nasce a MRN

Em 1971, a Alcan iniciou a implantação de um projeto para a exploração de uma grande jazida de bauxita no vale do rio Trombetas, no Pará, através da Mineração Rio do Norte. Em 1972, o empreendimento foi paralisado, sob a alegação de que a conjuntura do mercado internacional de alumínio estava desfavorável.

No final de 1972, o governo conseguiu reativar o projeto, fazendo a Companhia Vale do Rio Doce entrar na sociedade para criar, junto com a Alcan, a Valenorte, que se encarregou dos estudos de viabilidade e de engenharia.

Em 1973, foi assinado o acordo de acionistas entre a CVRD e suas sócias, reorganizando a MRN. O projeto previa o investimento de 170 milhões de dólares para a produção de 3,4 milhões de toneladas de bauxita. Deveria entrar em operação em 1977.

Fonte: O Estado de S. Paulo (São Paulo/SP), 07/06/1974