Posseiros matam PMs

Em outubro de 1976, um destacamento com 18 soldados da Polícia Militar foi emboscado por posseiros que ocupavam parte do Loteamento Itaipavas, em Perdidos, na época pertencente ao município de São Geraldo do Araguaia, no sul do Pará. Dois militares foram mortos.

Eles haviam sido convocados para dar segurança a topógrafos do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), que demarcavam uma linha divisória na área da Fundação Brasil Central.

Essa área era disputada entre posseiros e grupos econômicos, entre os quais um ligado ao ex-presidente Jânio Quadros e o outro ao exportador Tomo Hirozo. O padre Florentino Maboni foi preso, acusado de insuflar os posseiros a atacar a tropa da PM.

Fonte : O Liberal (Belém), 01-01-1980.