Novo Estado

Em outubro de 1987, o Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, vinculado ao Ministério da Justiça, defendeu a ideia da criação de um novo Estado, como uma forma de conter a violência praticada na disputa pela posse da terra na região.

Os membros do Conselho, que se reuniram em Conceição do Araguaia, admitiram que o governo do Pará estava completamente distanciado dos problemas locais e que a polícia servia aos proprietários particulares.

A necessidade de um novo Estado seria ainda mais reforçada pelo fato de que apenas 6% dos 500 mil habitantes desses municípios eram nativos do Pará. Os demais eram goianos, mineiros, gaúchos, paranaenses e nordestinos.

Fonte: O Liberal (Belém), 08-10-1987