Terras com estrangeiros

Um levantamento nacional realizado pelo Serpro em 1978 informou que 52.330 imóveis rurais no Brasil pertenciam a estrangeiros, ocupando 9,7 milhões de hectares, o equivalente a 1,14% da superfície brasileira, ou mais ou menos as áreas somadas dos Estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro. Percentualmente, a área mais ocupada por estrangeiros era no Amapá, onde 63 imóveis de pessoas físicas e jurídicas não nacionais representavam 7% da extensão do então Território Federal. São Paulo estava em segundo lugar, com 5,5% da sua área em poder de estrangeiros.

Em termos absolutos, os estrangeiros ocupavam maiores áreas no então Mato Grosso (3,5 milhões de hectares), Pará (1,3 milhão) e São Paulo (1,3 milhão). As 10 empresas estrangeiras que ocupavam maiores áreas no país possuíam, em conjunto, 2,6 milhões de ha, o equivalente a 27% de toda a área ocupada por estrangeiros no Brasil.

Fonte: Jornal do Brasil (RJ), 20-05-1979