Mercúrio no Tapajós

Em meados de 1988, a Sudepe (Superintendência do Desenvolvimento da Pesca) calculava que haviam sido despejados no rio Tapajós, desde 1983, cerca de 250 toneladas de mercúrio, usado pelo garimpeiro para separar o ouro. E que os despejos no rio Madeira, em Rondônia, em 10 anos, tinham sido de 78 toneladas. O cálculo foi estabelecido a partir da constatação de que cada tonelada de ouro produzida exige de 1,5 a 2 toneladas de mercúrio.

Fonte: Jornal da Tarde (SP), 27-06-1988