Lixo nuclear

Em outubro de 1987, o presidente da Comissão Nacional de Energia Nuclear, Rex Nazareth, admitiu que entre 1981 e 1982 a CNEN realizou “estudos reservados” para usar a Serra do Cachimbo, no Pará, como depósito de rejeitos atômicos. Originalmente a área visada era o Raso da Catarina, na Bahia, onde a Petrobrás fez uma perfuração de 400 metros de profundidade. Mas a “reação política e popular” obrigou o governo a mudar a locação. Nazareth assegurou que no Cachimbo não haveria risco de contaminação.

Fonte : A Província do Pará (Belém), 23-09-1988