Colonização em MT

Em 1973, o governo de Mato Grosso loteou e vendeu cerca de dois milhões de hectares de terra no município de Aripuanã, atingindo a cidade de Humboldt, sede de projetos de pesquisa científica. Os compradores dos lotes em Aripuanã foram: Indeco, que ficou com 400 mil hectares, para assentar, em quatro anos, 90 mil colonos; Colnisa, também com 400 mil hectares, para projetos de colonização com 30 mil pessoas; João Carlos de Souza Meireles, com 200 mil hectares para, em cinco anos, assentar 43 mil colonos; e a Rendanyl, empresa ligada a capitais suíços, que comprou um milhão de hectares, nos quais, em cinco anos, se comprometeu a colocar 32 mil colonos.

Fonte: Jornal do Brasil (RJ), 31-07-1982