Assassinato no ar

Em julho de 1985, o radialista Robson José Abade foi morto diante das câmeras da TV Tocantins, em Marabá, que estavam em pleno funcionamento, pelo então delegado de polícia do garimpo de Serra Pelada, Salvador Chamon Sobrinho, irmão do vereador João Chamon Neto.

Robson havia acabado de acusar Chamon de ser desonesto quando o policial, acompanhado de Álvaro Luiz de Oliveira, o Ceará, invadiu o estúdio, discutiu com o radialista e deu-lhe cinco tiros com uma pistola 7.65, matando-o na hora. Depois fugiu, apresentando-se vários dias depois, em Belém.

Fonte: A Província do Pará (Belém/PA), 31-07-1985