Fim do forno crematório

A última tonelada de lixo hospitalar foi queimada pelo forno da Cremação, subúrbio de Belém, no dia 18 de agosto de 1978. O forno foi construído em 1900. Durante boa parte da sua existência provocou protestos dos moradores do bairro da Cremação, onde foi instalado, por causa do mau cheiro que dele exalava. As reações acabaram levando a prefeitura a decidir substituí-lo por uma usina moderna, enquanto o lixo hospitalar passou a ser usado como aterro nas áreas alagáveis da cidade, as “baixadas”.

Fonte: O Liberal (Belém/PA), 19-08-1978