Louvor a Chico Mendes

Em 1985, o BID (banco Interamericano de Desenvolvimento) concedeu dois empréstimos ao Brasil, num total de 58,5 milhões de dólares, para o financiamento parcial de medidas de preservação ecológica e de proteção das comunidades indígenas da região, contidas no Projeto de Proteção do Meio Ambiente e das Comunidades Indígenas (PMACI).

O seringalista Chico Mendes “teve uma participação importante” na elaboração do PMACI, segundo carta que o presidente do BID, Enrique Iglésias, enviou ao ministro da Fazenda, Mailson da Nóbrega, no início de 1989, logo depois do assassinato de Chico Mendes. Iglésias recomendou ao governo brasileiro levar adiante a criação das reservas extrativistas, conforme idealizadas por Chico Mendes.

Fonte: Jornal do Brasil (Rio de Janeiro/RJ), 07-01-1989