Projeto Calha Norte

Quando o projeto Calha Norte foi anunciado, em 1986, entidades indigenistas calcularam que a ampliação da presença militar e econômica do governo federal na Amazônia atingiria diretamente 50 mil índios, ou 22,8% de todo o contingente no país. A construção de campos de pouso, cais fluviais e projetos de desenvolvimento afetaria 51 áreas indígenas nas fronteiras com a Guiana Francesa, Suriname, Guiana, Venezuela e Colômbia.

Fonte: Folha de S. Paulo (S. Paulo/SP), 01-11-1986